Promovendo Saúde

Saúde do Homem

Desenho de homem segurando o símbolo masculino.

SAÚDE DO HOMEM

Ao contrário da maioria das mulheres, os homens não têm o hábito de ir ao médico regularmente. Dificilmente eles percebem que alguns sinais em seu corpo já são sintomas de doenças graves ou, quando percebem, têm preconceito em procurar um especialista. A seguir, você encontra informações sobre alguns dos principais temas relacionados à saúde do homem, mostrando que a prevenção é a melhor receita para uma vida melhor.

DOENÇAS DA PRÓSTATA

A próstata é um pequeno órgão situado abaixo da bexiga, atravessado pela uretra. Produz uma substância que, juntamente com a secreção da vesícula seminal e os espermatozóides originados nos testículos, forma o sêmen ou esperma. As doenças da próstata podem atingir o homem desde a adolescência até a velhice.

Prostatite: é uma infecção que na maioria das vezes chega à próstata pela uretra, mas pode chegar ao órgão pelo sangue também.

Sintomas:
- Sensação de queimação da uretra;
- Dor entre o ânus e o escroto, com ou sem febre e mal estar.

Tumor Benigno da Próstata (Adenoma de Próstata): é a doença que mais incide na próstata, caracterizando-se por um crescimento das glândulas prostáticas.

Sintomas:
- Jato urinário cada vez mais fraco e fino;
- Urinar muitas vezes durante a noite;
- Às vezes, após urinar, sentir que ainda ficou com urina na bexiga;
- Após urinar, logo sente vontade de urinar de novo e urina mais um pouco;
- Vontade forte de urinar, com risco de até fazer na roupa ou na cama.

Tumor Maligno da Próstata: na fase inicial, na maioria das vezes não apresenta sintomas. O tumor maligno também pode atingir outros órgãos, principalmente os ossos (coluna vertebral, costelas, bacia e fêmur), levando a fratura espontânea.

Sintomas: em fase mais adiantada, o homem começa a apresentar retenção na urina, como no tumor benigno, inclusive podem estar associados e os sintomas serem os mesmos.

FIMOSE

É a incapacidade de expor completamente a glande (cabeça do pênis), com o pênis flácido ou ereto. Dependendo do caso, é preciso fazer a circuncisão, que é a retirada de todo o prepúcio ou do freio do pênis. Com a retirada, possibilita-se uma relação sexual sem dor e mais confortável. Os homens não-circuncisados precisam diariamente lavar a glande, evitando inflamações causadas por sujeira retida no local.

DOENÇA DE PEYRONIE

Devido a traumas, nódulos ou pênis torto de nascença, apresentam-se queixas de curvatura durante a ereção peniana. Se não diagnosticadas e tratadas precocemente, levam a deformidades, necessitando de correções cirúrgicas.

ESTERILIDADE MASCULINA

O diagnóstico de infertilidade masculina deve ser baseado na avaliação médica de pelo menos duas amostras de sêmen, com intervalo acima de um mês entre as duas coletas. Com o avanço das técnicas de fertilização assistida, a maioria dos casais cujos homens sejam portadores desta patologia passaram a ter a esperança de sucesso em uma gravidez.

CÂNCER DE MAMA

Este câncer em homens ainda é pouco estudado, porém quando diagnosticado causa grande impacto sobre o paciente, devido ao preconceito e a falta de informação. Este câncer atinge um homem para cada 100 mulheres e tende a aumentar devido a má qualidade de vida e dificuldade em diagnosticar o tumor, uma vez que na sua fase inicial pode ser confundido com outras doenças.

DISTÚRBIOS SEXUAIS

Ejaculação Precoce: representa um sério problema no controle do tempo do orgasmo, que ocorre muito mais cedo do que o desejado, com final abrupto e insatisfatório para a atividade sexual, tanto para o homem quanto para a mulher. Não há uma causa única, provavelmente representa uma mistura de fatores orgânicos e psicológicos.
Na maioria das vezes relaciona-se a fatores emocionais, estando ligado à ansiedade e ao medo de não conseguir manter a ereção durante o ato sexual. O tratamento mais indicado é a terapia sexual ou acompanhamento multidisciplinar (médico, terapeuta sexual, psicólogo, etc.).

Impotência Sexual: é uma dificuldade de ereção que incapacita o homem a obter ou manter ereções suficientemente rígidas para a penetração, impedindo a satisfação sexual. Quase sempre tem cura e conta com vários recursos disponíveis para o seu tratamento, tais como psicoterapia, medicações orais, injeções e próteses.
O primeiro caminho para a cura é a procura de profissional especializado. Existem causas orgânicas que podem provocar impotência, entre as quais, a diabetes mellitus, doenças vasculares (que causam entupimentos das artérias e veias) e a má formação congênita de estruturas do pênis.
O fumo e o álcool também são apontados como causadores da dificuldade de ereção. Existe ainda a impotência causada por problemas psicológicos, principalmente nos jovens.


CÂNCER DE PRÓSTATA: PREVENÇÃO E DIAGNÓSTICO

O homem a partir dos 40 anos deve realizar o Toque Retal, pelo menos uma vez por ano, para investigar precocemente alterações da próstata, mesmo sem sintomas. Como complemento, também é necessária a realização do exame PSA, que mede o antígeno prostático específico encontrado no sangue. É imprenscindível deixar o preconceito de lado, pois somente o Toque Retal permite um diagnóstico preciso da condição da próstata.