Promovendo Saúde

Saúde & Trabalho

Desenho de médico atendendo a três trabalhadores.

SAÚDE & TRABALHO

DOENÇAS OCUPACIONAIS

A saúde ocupacional é uma importante estratégia para garantir o bem-estar dos trabalhadores e contribuir efetivamente para a produtividade, motivação e satisfação no trabalho.

As doenças ocupacionais são decorrentes da exposição do trabalhador aos riscos da atividade que desenvolve. Podem causar afastamentos temporários, repetitivos e até definitivos, prejudicando a produtividade.

As causas das doenças ocupacionais podem ser movimentos repetitivos, carga excessiva, situações de estresse elevado e continuado, entre outras. Os tipos mais comuns são as Lesões por Esforços Repetitivos ou Distúrbios Osteomoleculares Relacionados ao Trabalho (LER/DORT), que englobam cerca de 30 patologias, entre elas a tendinite (inflamação do tendão) e a tenossinovite (inflamação da membrana que recobre os tendões).

As LER/DORT são responsáveis pela alteração das estruturas osteomusculares, como tendões, articulações, músculos e nervos. As lesões são causadas pelo desempenho de atividade repetitiva e contínua, tais como tocar piano, dirigir caminhões, fazer crochê e digitação.

Alguns fatores de risco que contribuem para a instalação dessas lesões são: movimentos repetitivos, tracionamentos, postura incorreta e levantamento de pesos de forma inadequada. As LER/DORT instalam-se lentamente no organismo humano e muitas vezes passam despercebidas. Ao serem detectadas, pode existir um severo comprometimento das áreas afetadas.

PREVENÇÃO

A ergonomia é a ciência que cuida da adaptação ou ajustamento do meio ambiente às características do corpo humano. Ela estuda como as pessoas trabalham, com o objetivo de melhorar o seu conforto, preservar sua saúde e melhorar a produtividade.

Os resultados de estudos ergonômicos é que permitem a elaboração de projetos e adoção de medidas apropriadas para evitar que o homem exponha sua saúde ao realizar atividades profissionais. As medidas preventivas não são necessariamente soluções complexas e caras. Na realidade, muitas vezes, as soluções são simples e efetivas.

O trabalhador deve aprender a identificar os sinais do próprio corpo para perceber o início de qualquer desconforto, procurando adaptar as técnicas de ergonomia ao seu local de trabalho. Os sintomas mais comuns, que requerem a procura por um médico, são cansaço excessivo, desconforto após a jornada de trabalho, inchaço, formigamento dos pés e das mãos, sensação de choque nas mãos, dor nas mãos e perda dos movimentos das mãos.

DICAS IMPORTANTES

? A cada hora de digitação, saia de sua cadeira e movimente-se. Se possível, faça exercícios de alongamento.
? Pausas durante a realização das tarefas permite um alívio dos músculos mais ativos.
? Beba água regularmente ao longo do dia. Uma boa opção é sempre ter uma garrafinha perto do seu local de trabalho.
? Tenha postura adequada: ombros relaxados, pulsos retos, costas apoiadas na cadeira.
? As cadeiras devem ter altura para que sejam sempre mantidas as plantas dos pés totalmente apoiadas no chão.
? Mantenha um ângulo reto entre suas costas e o assento de sua cadeira. A cadeira deve ter formato anatômico para o quadril e encosto ajustável.
? Não utilize o apoio do pulso durante a digitação.
? O monitor deve estar a uma distância mínima de 50 cm e máxima de 70 cm do usuário. A regulagem da altura da tela deve situar-se entre 15 e 30 graus abaixo de sua linha reta de visão.
? Evite posicionar o computador perto de janelas e use luminárias com proteção adequada.
? As máquinas devem estar posicionadas de forma que você não tenha que se curvar ou torcer o tronco para pegar ou utilizar ferramentas com frequência.
? Como regra geral, temperaturas confortáveis para ambientes informatizados são entre 20 e 22°C, no verão, e entre 25 e 26°C no inverno.
? Sempre que possível, humanize o ambiente (plantas, quadros e, dependendo do tipo de trabalho, som ambiente).
? Estimule a convivência social entre funcionários.

Passamos a maior parte do nosso tempo no trabalho, por isso é importante aprendermos como prevenir doenças causadas por esforço repetitivo e outros fatores, para garantir mais saúde e qualidade de vida.